Aprocel implantará software específico, com apoio do Sebrae/PR

0
10

Prefeitura está pleiteando 02 caminhões para a associação

A Associação de Produtores Orgânicos de Coronel Domingos Soares – Aprocel, conta atualmente com 23 produtores associados, e está inovando ao iniciar a implantação de um software específico para a rastreabilidade da produção. Com apoio do Sebrae/PR, a entidade busca a potencialização e a comercialização das verduras, legumes e frutas cultivados sem agrotóxicos e sem adubos químicos.

O software Raiz, desenvolvido por uma empresa do Espírito Santo, foi a ferramente tecnológica escolhida. A expectativa da Aprocel é incrementar a produção e impulsionar vendas, já que os produtos orgânicos têm maior valor agregado e são comercializados por valores até 30% acima daqueles cultivados de forma convencional. “Além de facilitar o acompanhamento de engenheiro agrônomo do nosso projeto, o software é um verdadeiro caderno de campo digital, colaborando na gestão do negócio. Por outro lado, os consumidores, por meio do QR Code inserido na embalagem, podem saber de onde vieram e como foram cultivadas as hortaliças e frutas, comprovando, assim, que estão comprando de pessoas que cultivam alimentos saudáveis e com sustentabilidade ambiental”, conta o tesoureiro da Aprocel, Rafael Espíndola de Abreu, que é produtor de hortaliças.

Alyne Chicocki, consultora do Sebrae/PR, conta que a implantação do software faz parte de uma nova etapa do programa realizado em parceria com a Aprocel, para interação com a inovação. “A caminhada do Sebrae com a Aprocel proporcionou consultoria técnica em orgânicos, viabilizou projeto adequado para uma nova agroindústria no município e levou a gestão técnica mais apurada aos produtores, para potencializar a produção e proporcionar mais segurança aos consumidores, mostrando os critérios de manejo e manipulação dos alimentos”, descreve.

Atualmente, os municípios de Coronel Domingos Soares e Mangueirinha adquirem hortaliças, legumes e frutas da Aprocel para a merenda escolar, dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE. A expectativa é elevar a produção e, consequentemente, atender a outros mercados da região. No entanto, segundo Abreu, há a intenção de formar uma cooperativa, com o objetivo de ampliar a comercialização para além do PNAE.

De acordo com o prefeito em exercício, Lio, a Prefeitura está pleiteando junto aos deputados, 02 caminhões para a Aprocel, sendo um para auxiliar nas colheitas e outro para a distribuição dos produtos. “A Aprocel tem e sempre terá o nosso apoio. Podem contar com a prefeitura para auxiliá-los com o que for legal e estiver ao nosso alcance”, enfatiza o vice-prefeito, colocando o Município à disposição da associação para alavancar e ampliar seus negócios e desenvolver cada vez mais a agroindústria em Coronel Domingos Soares.

Legenda da foto: Rafael Espíndola de Abreu e sua mãe, Leoni Espindola, são associados da Aprocel e utilizarão o software para rastreabilidade

Fonte: Comunicação CDS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here