Audiência deixou clara a lisura dos atos da Ex-Prefeita Dona Maria na prestação de contas no exercício de 2020

0
9

Na última segunda feira, foi realizada audiência de instrução em processo administrativo conduzido pela Câmara Municipal de Coronel Domingos Soares, onde fora ouvida a contadora e a ouvidora geral do Município de Coronel, para detalhares as ressalvas das contas municipais da ex Prefeita Maria Antonieta do exercício de 2020.
Em suma, o TCE-PR teria ressalvado um débito deixado para a próxima gestão (do atual prefeito Jandir Bandieira) em conta específica de aproximados 2 mil reais. No entanto, em sua defesa, e o que foi corroborado pelas testemunhas municipais, e até mesmo, pelo atual prefeito em sua manifestação junto ao TCE-PR, não houve qualquer irregularidade ou prejuízo ao Município, eis que, a ex-Prefeita teria deixado no caixa geral mais de um milhão de reais.
Também, foi ressalvado pelo TCE-Pr, a não paralisação do programa da rádio Municipal no período eleitoral, o que também foi refutado pelas testemunhas, as quais alegaram da extrema necessidade do programa da radio para a população, em razão da extensão territorial municipal, e quem em momento algum houve abuso ou uso do programa por parte da ex-prefeita nesse período, cujo contrato já vinha de gestões anteriores sem qualquer aumento de valores.
Após a audiência, o advogado Eduardo Tobera Filho realizou alegações finais orais, sustentando a total ausência de ilegalidade, irregularidade ou ato improbo nas condutas e na prestação de contas da Ex-Prefeita no exercício do ano de 2020, sustentando, que, inclusive, a atual gestão manifestou junto ao TCE-PR pela regularidade das contas, o que foi sustentado, ainda, pelas testemunhas que alegaram a ausência de qualquer vício nas contas. Finalizou manifestando a total confiança nos vereadores de Coronel, os quais julgando pelas provas do processo certamente aprovarão as contas, ante a total ausência de provas contrárias a prefeita.
O próximo passo, será agendado pelos Vereadores de Coronel Domingos Soares a data para julgamento, onde todos os vereadores terão direito a voto pela aprovação ou desaprovação das contas.

Fonte: Assessoria