Cel. Domingos Soares realiza 1ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência

0
4

O governo de Coronel Domingos Soares está, desde seu início, olhando com mais atenção e dando mais apoio às questões sociais, educacionais e de saúde que dizem respeito às pessoas com deficiências. Por isso, nesta quarta-feira (29) foi promovida a 1ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no salão de eventos da Escola de Educação Básica Elenita Almeida Ferreira, a APAE.

Com o tema “Cenário atual e futuro na implementação dos direitos das pessoas com deficiência”, representantes do governo municipal e da sociedade civil organizada se reuniram a fim de debater os principais desafios e decidir as prioridades para as políticas públicas relativas a este público. A palestrante foi a advogada Carla Regina Weigert de Moraes, atual presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB Subseção Palmas e vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Paraná. Dra. Carla, que também é professora, trabalhou por 30 anos como docente e diretora da APAE de Palmas, tendo muitas experiências e aprendizados para dividir.

“A Conferência tem uma força maior para requerer políticas públicas para as pessoas com deficiência, e Coronel Domingos Soares, por ser um município novo, dá para cuidar das normas de acessibilidade, por exemplo”, comenta a palestrante.

Para a diretora da APAE domingosoarense, Neiva de Fátima Lima Suchow, é preciso acabar com os preconceitos e assegurar os direitos dessas pessoas, ensinando às crianças a respeitar o próximo. “Se cada um de nós ensinasse os nossos filhos a lidar e respeitar a diferença do outro não teríamos uma sociedade tão injusta”, destaca a gestora da instituição, ressaltando que o trabalho é no sentido de promover políticas públicas visando à ampla inclusão social das pessoas com deficiência enquanto cidadãs, e também promover debates sobre as legislações existentes nas três esferas de governo”.

No caso de leis que beneficiem a inclusão de pessoas com deficiência em ambientes e atividades comuns da sociedade, o vereador Tiago Silveira Neves Montebeles se colocou à disposição para lutar por melhor condições para estes cidadãos. “Por ser a primeira conferência, é um marco histórico para o nosso município, pois está ancorada na Declaração Universal dos Direitos Humanos, que prevê que ‘todos os seres humanos nascem livres e iguais em direitos’. A gente vai lutar juntos para criar políticas públicas para essas pessoas”, disse o 1º secretário do Poder Legislativo Municipal.

Representando o prefeito Jandir Bandiera, a 1ª dama e assessora de gabinete, Cristiana Neves de Oliveira, enalteceu o trabalho desenvolvido pela APAE e todo o carinho e dedicação dispensados pela equipe no acolhimento e atendimento diário de crianças, adolescentes e adultos com deficiências intelectuais e múltiplas, colocando a prefeitura ao dispor da instituição, alunos e pais para a construção de um município cada vez mais inclusivo. “Nós vamos firmar um importante convênio entre o Departamento de Ação Social e a APAE, e dar todo o apoio necessário para o desenvolvimento das atividades, bem como investir na contratação de profissionais de saúde”, salienta Cristiana.

Entre as fundadoras da APAE de Coronel Domingos Soares, a vice-presidente da instituição, Lilian Bringhentti Tonin, contou um pouco da trajetória da escola e das dificuldades encontradas nos primeiros anos de emancipação do município. “Foi uma caminhada muito árdua, de muito trabalho e dedicação e, com a ajuda da prefeitura, dos professores, da comunidade conseguimos fundar o nosso espaço onde estamos hoje, que é amplo, lindo, acolhedor, aconchegante. Hoje é um motivo de muita alegria, satisfação, gratidão e de muita emoção também, porque a gente sabe das necessidades que eles têm, e do quanto são amados e queridos, e eles amam estar entre nós, e isso não há dinheiro que pague”, conta Lilian, emocionada.

Eixos

Os quatro eixos apresentados pela palestrante e trabalhados pelos participantes foram: Estratégias para manter e aprimorar o controle social assegurado à participação das pessoas com deficiência; Acesso das pessoas com deficiência para a construção das políticas públicas; Financiamento das políticas públicas para a pessoa com deficiência; e Acessibilidade e Tecnologia Assistiva.

Os grupos elaboraram propostas, indicando a quais esferas de governo caberá a execução, e escolheram um delegado que representará o município na 5ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Fonte: Comunicação CDS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here