Depressão infantil: Uma perspectiva psicológica

0
41

A depressão infantil é uma realidade muitas vezes negligenciada, porém complexa e impactante. Diferentemente da tristeza ocasional, a depressão infantil manifesta-se de forma persistente e afeta profundamente o bem-estar emocional, social e acadêmico da criança.
Do ponto de vista da psicologia, a depressão infantil envolve uma interação complexa entre fatores biológicos, psicológicos e ambientais. Fatores genéticos, desequilíbrios químicos no cérebro e eventos estressantes, como divórcio dos pais ou bullying na escola, podem desencadear ou contribuir para o desenvolvimento da depressão.
Os sintomas da depressão infantil podem variar, mas incluem tristeza persistente, irritabilidade, falta de interesse em atividades antes apreciadas, alterações no sono e no apetite, dificuldades de concentração e baixa autoestima. Muitas vezes, esses sintomas são mascarados por comportamentos como agitação ou isolamento social, dificultando o diagnóstico precoce.
A abordagem psicológica para a depressão infantil é extensa e centrada na criança. Envolve a avaliação cuidadosa do contexto individual da criança, considerando sua história familiar, ambiente escolar e padrões de pensamento e comportamento, por isso a importância de procurar ajuda psicológica assim que identificar qualquer sintoma citado.
Além da terapia individual, o envolvimento dos familiares é fundamental no tratamento da depressão infantil. Educar os pais/responsáveis sobre a depressão, ensinar estratégias de comunicação eficazes e fornecer apoio emocional pode ajudar a fortalecer o relacionamento familiar e promover um ambiente de suporte e compreensão.
A prevenção da depressão infantil também é uma parte crucial. Isso envolve a promoção de um ambiente familiar seguro e amoroso, o estímulo ao desenvolvimento de habilidades sociais e emocionais, a identificação e manejo precoce de estressores familiares e a educação sobre saúde mental nas escolas.
Em última análise, a depressão infantil requer uma abordagem bem diversa que reconheça a complexidade da condição e as necessidades únicas de cada criança. Com intervenções psicológicas adequadas, apoio familiar e prevenção eficaz, podemos ajudar as crianças a superar a depressão e desenvolver resiliência emocional para enfrentar os desafios da vida.

Alessandra Procópio Moreira
Psicóloga CPR 08/41553