João Pimenta

0
10

SINDICATO DOS PROFESSORES MUNICIPAIS DE PALMAS ENTRA NA BRIGA CONTRA SUPOSTA ILEGALIDADE NA DISTRIBUIÇÃO DE AULAS

O Sindicato dos Professores Municipais de Palmas encaminhou denúncia ao Ministério Público de Palmas, informando que “fez o acompanhamento da distribuição de aulas no Município de Palmas no dia 01/02/2024 e 02/02/2024, sendo que quando da distribuição de aulas para os estagiários foi detectado a ilegalidade de distribuição de regência de turmas da educação infantil, campos de experiência, aulas especiais como leitura e produção de texto, empreendedorismo, arte, educação física, inglês, sala de apoio e acompanhamento de alunos autistas para os mesmos, sendo que foi logo informado tal ilegalidade, mas continuaram tal fato, e ainda no final foi novamente questionada a Secretária de Educação do Município de Palmas que afirmou que tomassem as devidas providências. Devendo ser destacado que para tais vagas há concurso próprio com professores especialistas na área de Educação Física, Arte e Inglês. Bem como, para o acompanhamento dos alunos autistas, há professores especializados, alguns inclusive com três pós-graduações na área de educação especial. Assim, sendo deve ser destacado que não cabe a substituição de professores por estagiários, ferindo assim além dos princípios da administração pública, a Lei nº 9394/96 – LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e a Lei nº 11.788/2008 que regulamenta o estágio”.
Ao final solicitou providências cabíveis “para que essa situação seja solucionada de forma eficaz”.
Da mesma forma que acompanhamos, denunciamos e cobramos o pagamento em dia dos salários, vales alimentação e bolsa auxílio – no caso de estagiários, também vamos acompanhar essa situação, defendendo o direito de todos.
Enquanto isso, na política em Palmas…
O prefeito de Palmas voltou à rádio para reafirmar sua opção de candidato à manutenção de seu grupo político. Pintando a cidade como se tudo estivesse às mil maravilhas, fez política pura referindo-se a ter feito ele um trabalho para o povo e portanto trazendo um candidato do povo. O que contou é que esse mesmo povo já acordou para o tabuleiro de xadrez e não vai mais se deixar ser peão em uma estratégia maquiavélica.
A propósito de uma candidatura pelo povo…
Correu os grupos de whatsapp semana passada uma troca de áudios entre dois membros da política local. Enquanto um vangloriava-se de ser pelo povo, o outro lhe esculachava dizendo que o interlocutor não sabe o que é ser do povo. “Do povo é aquele que perdeu duas eleições e está na frente nas pesquisas…

Atenção: esta coluna é escrita e editada pelo jornalista Rodrigo Kohl Ribeiro MTB: 18.933, de sua inteira e irrestrita responsabilidade. Qualquer sugestão ou crítica, pode ser enviada para o e-mail joaopimentadepalmas@gmail.com ou pelo WhatsApp 46 98820-4604.