MULHERES NA COPA DO CATAR, QUEBRA DE TABUS E EMPODERAMENTO MUNDIAL

0
17

Essa copa do mundo foi surpreendente em diversos âmbitos, um deles foi o grande choque cultural ocidente/oriente que tivemos, sabe se que em países do oriente médio mulheres são proibidas de algo trivial como sequer mostrar o rosto, cabelos, em contra partida houve uma leva de torcedoras, repórteres, comentaristas e sim arbitras de futebol, e muitas brasileiras, mas nem tudo no Catar é proibição cada vez mais mulheres de la buscam por direitos iguais em uma sociedade que é tradicionalmente dominada por homens, cerca de 15% das mulheres Cataris é economicamente ativa, mas isso é um dado positivo e vem aumentando consideravelmente.
O Grande choque cultural se deu ao muitos cidadãos muçulmanos se depararem com mulheres ocupando cargos tão masculinos originalmente, como apitar uma partida de futebol ou mesmo ser comentarista de jogos, pela primeira vez na história, a Fifa escalou seis mulheres que integraram times de arbitragem no mundial: Salima Mukansanga, Yoshimi Yamashita e Stephanie Frappart como árbitras, e Neuza Back, Karen Díaz Medina e Kathryn Nesbit.
Ja o contraponto foi a ida das mulheres cataris ao estádio pela primeira vez na vida, e descrevem a emoção , com entusiasmo e alegria, essa copa trouxe essa quebra de tabus e essa modernização para esses países , ainda que alguns ainda precisem de muita evolução, e que o preconceito ainda exista e muito , tal como aconteceu com a jornalista brasileira que foi filmada andando na rua e narra ter passado por uma situação vexatória, o saldo da copa ao menos para as mulheres têm sido muito positivo até aqui. E esperamos que esse exemplo seja seguido por mais países.