Operação AIFU une Ministério Público, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e imprensa

0
50

Ação Integrada para a Fiscalização Urbana – AIFU foi realizada no último final de semana para coibir a violência,
insegurança sanitária devido à Covid 19, bem como insegurança dos estabelecimentos com relação aos critérios estabelecidos pelos Bombeiros.
Além dos envolvidos, operação tem o apoio da prefeitura de Palmas e Câmara de Vereadores.

O último final de semana em Palmas foi agitado devido à operação AIFU. O nome foi dado em função da necessidade de se realizar uma Ação Integrada para a Fiscalização Urbana. A operação teve origem com a convocação de uma reunião pelo Ministério Público de Palmas. Na reunião, ocorrida no último dia 28 de Outubro, uma quinta feira, o promotor José Luiz Oliveira apresentou imagens de violência urbana que têm circulados nos grupos de whatsapp. A partir daí os participantes concordaram em unir esforços para, não somente coibir os atos de violência, mas também auxiliar em todos os passos da operação. Na última sexta feira, 12 de Novembro, o comboio percorreu os espaços noturnos da cidade de Palmas. Para um frequentador de um dos espaços, a operação é extremamente positiva. “Precisamos de mais segurança para que possamos frequentar os espaços de diversão, entretenimento e lazer com tranquilidade”, declarou. Ao contrário, outro frequentador disse que não precisa de tudo isso. Um dono de estabelecimento disse que é a operação importante para garantir que quem esteja atuando na legalidade continue fazendo sua parte e quem não esteja, que seja legalizado. “Quem não deve não teme”, declarou. Um amigo de um outro proprietário disse que a operação é um exagero. “Eles precisam entender que tudo gera custos, nem sempre abarcados pelo lucro”, declarou. Um senhor que passava por um dos locais abordados disse que assim a comunidade pode ter mais tranquilidade. “A violência está descontrolada, essa gente precisa entender o que é diversão e o que é sair à noite para brigar, esfaquear ou matar”, lamentou. Com o passar do último final de semana, a Polícia Militar divulgou os resultados da Operação, demonstrando em números diminuídos, que de fato os principais problemas foram coibidos. Este jornalista entende que quando os números são em baixa escala, o sucesso da Operação fica evidente. Segue os resultados: 01 Ação de Dispersão de Aglomeração; 01 Perigo de Contagio Inicial; 01 Perigo de Contágio; 08 Estabelecimentos Orientados; 03 Multas a Estabelecimentos; 133 Pessoas abordadas; 06 Veículos abordados; Efetivo: 7 Policiais Militares; 03 Viaturas; 03 Vigilância Sanitária (efetivo); 01 Bombeiro (efetivo).
A operação foi acompanhada integralmente pelo jornalista Rodrigo Kohl Ribeiro, detentor dos direitos autorais desta reportagem e das imagens aqui publicadas.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here