Perguntas sem respostas

0
6

O que antes era lei, agora se faz o que se acha por ‘direito’, por arrogância e prepotência, como desafiar regras cotidianas, desde o uso de faróis altos, alteração de humor repentina, não usar máscaras em época de pandemia a demais ousadias, sem se importar com o outro e com as normas – que antes não se discutiam; cumpriam-se. O que motiva esse péssimo comportamento coletivo? O que ocorre com a sociedade brasileira que, em grande parte se qualifica como de direita, de apoio à família, a determinadas denominações evangélicas, à tradição e aos bons costumes? Então, se são modelos de comportamento, por que estão dispersos, agressivos, armados, racistas, misóginos, mal-educados egoístas, e ignoram desigualdades sociais?

Por que um bolsonarista executou um petista em Foz do Iguaçu? Por que um médico estupra pacientes em trabalho de parto? Presidente e alguns diretores da Caixa Econômica Federal assediaram sexualmente funcionárias por quê? Por que a população está desobedecendo às leis? Qual o porquê de pastores exigirem barras de ouro para liberar verbas da Educação? Por que a Floresta Amazônica queima e ninguém faz nada, e quadrilhas exploram ouro em terras indígenas e ninguém se manifesta? O que foi feito ao ex-ministro Pazuello que negociou doses da CoranaVac pelo triplo do preço com intermediários? O que ocorreu com Bolsonaro quando mandou comprar cloroquina e empurrou à população? São 677mil mortes por Covid-19! Bolsonaro falou contra máscaras e isolamento social, posicionou-se a favor de remédios sem eficácia, sempre se posta de vítima e afirma que nunca tem culpa de nada. Ainda: estimula seguidores diariamente a desafiarem o Supremo Tribunal Federal.

Inflação nos últimos 12 meses está 11,89%; crescimento do PIB 2022, quase zero; desemprego assusta; taxa de juros,13,25%. Bolsonaro deveria estar trabalhando no Planalto, todavia, faz campanha eleitoral desde 2019, participando de motociatas, desfilando em lanchas e jet skis. Por fim, debocha de jovens desempregados, vítimas da pandemia, e simula situação de falta de ar.

Fato gravíssimo recente foi reunir diplomatas estrangeiros no Palácio do Planalto para ouvirem ataques infundados ao sistema eleitoral brasileiro, na tentativa em desviar foco da opinião pública de denúncias de inúmeros fatos desde janeiro de 2019. Vexatório, tiro no pé: diplomatas, abaladíssimos, ouviram que Bolsonaro pôs em dúvida o sistema eleitoral brasileiro. Importantes jornais do planeta publicaram artigos e editoriais temendo que Bolsonaro esteja preparando as bases à tentativa de golpe se não se reeleger, abusando do poder político ao usar meios de comunicação para disseminar falsas informações as quais o favorece. Declarações indicam que ele não reconhecerá resultados das eleições que apontam crime às instituições democráticas.

Bolsonaro e sua equipe provavelmente estudaram estratégias de Donald Trump que, em janeiro de 2021, insuflou invasão ao Congresso americano na tentativa de reverter a derrota na eleição presidencial. Pergunta-se: ele esperará os resultados da votação e irá declará-la inválida ou impedirá que as eleições ocorram? Se o mandatário maior não obedece às leis, como exigir que outros cidadãos que, reconhecidamente não têm bom senso ou são rebeldes por natureza obedecerão? O bolsonarismo liberou egoísmo, agressividade, descumprimento da lei, sentindo-se acima de tudo e de todos. Teme-se o que acontecerá

até as eleições, especialmente em 7 de Setembro, e ainda mais, de que maneira ele governará o país até 31 de dezembro. Cabe aos brasileiros protegerem a Democracia!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here