PODER EXECUTIVO DE PALMAS É BARRADO NA CÂMARA DE VEREADORES COM INTUITO DE AUMENTAR IMPOSTOS

0
146

E a Câmara Municipal de Palmas recebeu na sua última reunião um projeto de lei vindo do Poder Executivo pedindo que após análise da situação fosse aprovado pela Casa de Leis um projeto que referia-se ao aumento dos impostos municipais.
Caso o projeto do prefeito municipal tivesse sido aprovado, mexeria no bolso de todos os palmenses, pois trata-se do aumento de impostos básicos e de vários segmentos como o IPTU por exemplo e também a taxa de iluminação pública dentre outros.

ARRECADAÇÃO DO MUNICÍPIO JÁ É MAIS DE 10 MILHÕES DE REAIS MENSAIS
Se fosse aprovado tal projeto o palmense contribuiria com o suor do seu rosto para aumentar ainda mais a arrecadação municipal, já que atualmente a arrecadação do município é de aproximadamente 10 Milhões mensais que chegam aos cofres do município de Palmas, isso sem contar as emendas parlamentares que são repasses oriundos do governo estadual e federal que ultrapassam de longe o valor acima citado.
No entanto o Poder Legislativo depois de analisar e colocar em discussão reprovou o projeto do prefeito de Palmas.

VEREADORES QUE FORAM CONTRA AO PROJETO PARA O AUMENTO DE IMPOSTOS
Vereador Bosco, vereador Laco, vereador Luizão, vereador Marquinhos, vereadora e professora Silvana e vereador e professor Adilson.

VEREADORES QUE FORAM A FAVOR DO PROJETO PARA O AUMENTO DOS IMPOSTOS
Vereadora Célia Paim, vereador Fernandinho, vereador Luizinho Gás e vereador Nunes.
DESILUSÃO
O Prefeito Municipal tem sido a grande decepção e tristeza do povo palmense, além de inúmeros problemas que não desempenha como manda a cartilha, cito ruas em péssimo estado, parques se deteriorando, situação caótica na saúde, geração de empregos e a vinda de indústrias nota ZERO. Agora passa pela cabeça do atual mandatário do município aumentar os impostos, ora essa, ato que se fosse firmado seria desagradável e injusto já que o povo não aguenta mais trabalhar e deixar tudo em impostos.
Então a população palmense se pergunta:
‘’Como será que são revertidos estes impostos’’?
Pois, observando as infinitas reclamações do povo de Palmas somente em relação a saúde fora as outras, ás vezes a gente chega a pensar que os impostos arrecadados (diga-se de passagem, mais de dez milhões por mês) não se revertem adequadamente como deveriam.

Fonte: Jocemar Ferreira da Silva