Policiais que investigaram crime de importunação sexual em Palmas/PR são homenageados na Assembleia Legislativa

0
13

A Assembleia Legislativa do Paraná homenageou durante a sessão plenária desta quarta-feira (17) a equipe responsável pela prisão de dois homens que importunaram sexualmente uma ciclista em Palmas, em setembro. A proposta da menção honrosa aos servidores da Polícia Civil foi feita pelo deputado Goura (PDT).

“O Legislativo dá um sinal de reconhecimento pelo trabalho de eficiência e excelência aos nossos policiais no combate a este tipo de crime, uma violência de gênero, contra as mulheres”, afirmou o parlamentar sobre o caso de grande repercussão que ganhou destaque nacionalmente.

Em 26 de setembro, a estudante de direito Andressa Lustosa, de 25 anos, conduzia sua bicicleta quando um homem, carona em um carro dirigido por outro indivíduo, lhe passou a mão, causando sua queda. A ação toda foi filmada por câmeras de segurança, o que ajudou na investigação.

Segundo o delegado de Polícia, Felipe Silva de Souza, responsável pelo inquérito e um dos homenageados, casos como este são uma triste realidade no Paraná. “O assédio contra a mulher, a importunação, não devem ser banalizados. Uma resposta rápida, com uma investigação bem feita, podem coibir futuros casos”, explicou.

Para a investigadora Giselle Cristiane Mateus Guimarães, também homenageada, a denúncia da ciclista demonstra que as mulheres estão mais atentas ao combate à violência. “A iniciativa dela faz com que outras mulheres se encorajem e busquem a polícia. Elas buscam acolhimento por uma resposta do Estado”, afirmou.

O investigador Hildo de Oliveira Lapaz também recebeu a menção honrosa do Poder Legislativo. De acordo com o deputado Goura, “toda forma de violência de gênero deve ser exemplarmente punida”. O trabalho da equipe da Polícia Civil de Palmas foi rápido e os envolvidos no crime foram identificados, detidos e indiciados.

“Na ocasião, o fato provocou debate na Assembleia Legislativa com pronunciamentos em repúdio ao ocorrido. A investigação é digna de mérito e de elogios. A equipe merece respeito e honrarias porque entende que não existe mais espaço para a tolerância aos crimes de gênero”, afirmou o deputado Goura.

Para o delegado Felipe Souza, é preciso evoluir no debate a fim de coibir a violência contra as mulheres. “Não se trata apenas de Palmas e o Paraná, mas no Brasil inteiro. Não podemos deixar que caia no esquecimento. Queremos que a sociedade discuta este assunto para que não tenhamos mais casos como o da Andressa”, disse o servidor.

Fonte: https://reporteralencar.com.br/

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here