Presidente da OAB fala o que esperar da advocacia e da sociedade em 2021

0
29

A população está identificando todos os dias os abusos e ilegalidades e cobra diariamente das autoridades para que cumpram a lei, e muitas vezes é a advocacia que dá voz à essa sociedade cansada e desvalorizada.De outro lado, lideranças que deveriam apaziguar e encontrar soluções para os problemas da sociedade, estão criando extremos e extremismos políticos e ideológicos, onde preferem angariar torcidas “organizadas” e protestos de esquerda, de direita ou de centro, ao invés de apresentarem respostas e efetivos resultados em favor da saúde, educação e economia de nosso povo. Será que esses ataques e críticas constantes contra os “oposicionistas” e terceiras pessoas, não é uma forma de confissão, a fim de mascarar a incapacidade de se encontrar soluções e cumprir com promessas feitas?
Esses são os trechos da entrevista e conversa com o Presidente Eduardo Tobera Filho que tem experiencia suficiente para saber que a vida da sociedade está cada vez mais difícil e complexa. Com cerca de 12 anos de estrada, Dr. Tobera se acostumou a ver a opinião pública e política confundir a advocacia com aqueles a quem representa, mas ele reconhece: esses conflitos de ideias sem propósito e ações concretas nunca estiveram tão alta quanto nos tempos atuais, principalmente nas redes sociais, onde as pessoas atacam os outros sem entender a gravidade e o desserviço de tais atos, acreditando que não haverão punições.Presidente da OAB reeleito com 82% das intenções de votos e agora em seu sexto ano de gestão, afirma que infelizmente a sociedade vem preferindo as discussões, brigas, protestos e ódio, ao invés do trabalho e ajuda ao próximo, o que representa um enorme desafio para os nossos líderes e para a nossa advocacia. Em sua opinião, esse infeliz clima de agressividade foi alimentado por políticos, “líderes” e apoiadores que encurralados em não saber responder as soluções esperadas pela sociedade, mudam de assunto e preferem direcionar as atenções aos defeitos que há nos outros e em seus adversários, quando na verdade, a sociedade apenas espera o respeito aos seus direitos e uma qualidade de vida prevista em nossa Constituição: saúde, liberdade, economia, trabalho. Em resumo: uma vida digna.
Importante lembrar que essas ilegalidades e incoerências constantes, e muitas vezes crimes contra a administração pública e sociedade em geral, levam a população a exigir uma punição imediata, sem observância do devido processo legal, sem oportunizar uma defesa, para aquele que acreditam ser culpado, e muitas vezes não diferenciam os advogados dos réus.No fim, a sociedade sedenta por justiça, acaba não se importando se os fatos são reais, ou se era sensacionalismo, ou até mesmo Fake News, bastando ser pessoa de outro grupo, de outro partido ou um desconhecido ou alguém que não gostamos com ou sem motivo. E isso está completamente errado e é repudiado do ponto de vista jurídico.
A liberdade de expressão é, e sempre deverá ser preservada, mas as manifestações e críticas devem sempre ser estudadas, entendidas e verificadas em fontes confiáveis na internet, e após isso, com a devida prudência, sob pena de sermos responsabilizados criminalmente e civilmente, expressadas.Leia a seguir os principais trechos da conversa:

Reportagem— Com tanto ódio e tantas Fake News sendo publicadas e republicadas sem controle nas redes sociais, qual é o maior desafio da advocacia e da sociedade?
Presidente Eduardo Tobera Filho — Sem dúvida alguma, o grande desafio dos advogados e da sociedade, independentemente deste momento de crises esquizofrênicas, é enfrentar o poderio do Estado. O Estado sufoca o cidadão com altos tributos, taxas, leis abusivas e imorais e causa descontrole aonde deveria manter o controle e a ordem.
O desafio, assim, do advogado é equilibrar essa relação de forças para que a sociedade possa ter uma vida equilibrada e justa, e de fato receber os serviços essenciais e normais para uma vida decente.
Neste momento de fake news desenfreadas, no qual o ódio aflora na sociedade, o advogado passa a ter de enfrentar não só o descontrole do Estado, mas também essa contaminação errônea e cancerígena da opinião pública, de uma sociedade dividida e revoltada, levada à opiniões desqualificadas e sem origem. Assim, insisto! A sociedade tem que guardar e usar essa energia para fazer o bem, ajudar com ações concretas quem realmente precisa, pois a crítica de nada ajuda, pois apenas dissemina o ódio e causa ainda mais problema.

Reportagem — Como o advogado deve agir com os atos de hostilidade durante a atividade profissional?
Presidente Eduardo Tobera Filho — Temos que conversar de igual para igual com todos, inclusive com os mais extremistas, argumentando sempre: se fosse o seu filho nesta situação, seu pai? Sua mãe? Sua ação e seu julgamento seria o mesmo?Se você estivesse sendo injustiçado, você não queria ter defesa? Queria também prisão em primeira ou segunda instância? Queria que as notícias do caso, muitas vezes inverídicas, fossem noticiadas em todos os jornais sem o benefício da dúvida? E nas redes sociais? Queria ser vítima de fake news? Você não gostaria que as pessoas estudassem, olhassem todas as provas e perguntassem antes de jorrar essas notícias na internet? Imparcialidade é a palavra da vez.
Aí sempre entra nosso papel de advogado! Estamos aqui para ser a voz da sociedade e mostrar o que é justo e correto para a sociedade e para a justiça.

Reportagem – Sabemos que a OAB está atuando de frente e incisivamente nesse momento. Então, a OAB também sofre ataques e críticas?
Presidente Eduardo Tobera Filho – Sempre observei e aprendi que quem trabalha e está na ativa é quem será criticado. Se você não quiser ser criticado, tem de fazer outra coisa ou não fazer nada. Quem não faz, não sofre críticas.
Enfrentar as críticas é fácil! Nós focamos no que é importante, em ajudar as pessoas, em achar soluções e correr atrás de ações que de fato ajudam a sociedade e nosso Estado de Direito, pois sabemos, que a crítica só vem daqueles que em nada contribuem, que só querem atrapalhar pois não conseguem fazer algo de concreto em favor de todos, e muitas vezes. Infelizmente, nem a favor deles próprios.
A nossa palavra sempre será solidariedade e trabalho e nosso partido político sempre será a OAB e o respeito à Constituição Federal.

Reportagem — Algum conselho para a advocacia em 2021?
Presidente Eduardo Tobera – trabalhar com muito amor e garra pelo que faz! Se tivermos muito amor pelo que fazemos, e o fizermos com excelência, dificilmente você não terá uma compensação financeira e de propósito de vida.
Com muito trabalho e muito estudo, o advogado vai superar esse ano de 2021 realizando todos seus desejos.
E para aqueles que dizem que o mercado está saturado, estão plenamente enganados, pois o mercado está esperando aqueles que são competentes e querem trabalhar cada vez mais.

Fonte: OAB

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here