ROMANTIZAR O SOFRIMENTO DE UMA RELAÇÃO ABUSIVA

0
42

Todos os dias milhares de músicas são feitas em nome da sofrência,
na TV assistimos o amor sofrido nas novelas, a dor de amor nos filmes,
e a romantização de tudo isso pode ser extremamente prejudicial,
pois o costume de ter como lema amar é sofrer coloca cada dia mais
homens e mulheres num dilema comum, as RELAÇÕES TOXICAS.

 Como bem sabemos e batemos nessa tecla, o precursor de uma violência doméstica, é uma relação tóxica, uma relação infectada por comportamentos abusivos e nocivos ao direito do outro. Todos os relacionamentos afetivos tem como base ou ao menos deveriam ter três pilares, confiança, respeito, amizade, sendo o respeito o mais importante, pois é o que previne e limita as atitudes nocivas na relação, devemos sempre levar para nossa vida que o que não gostaríamos que fizessem com a gente não fazemos ao outro, porém na pratica não é bem assim , o que devemos ressaltar é que, essa romantização demasiada do sofrimento na relação afetiva só projeta o que não é saudável como sendo normal , e não é, pois se te faz sofrer , se te faz mal , se denigre, maltrata, ofende não pode ser amor , e sim uma manipulação por controle, e muitas relações são pautadas e baseadas em controle, e de ambos os lados , nem sempre o homem sera o carrasco assim como nem sempre a mulher é a vitima, a mesma coisa serve nas relações homoafetivas, porem a de se convir que se há uma vitima foi por que houve um manipulador que aproveitou-se da fraqueza e da vulnerabilidade para assim conseguir dominar, as pessoas em geral ainda tem muito preconceito quando se trata de saúde mental e psicoterapia , pois acreditam que isso é um recurso de pessoas doentes , porem discordando dessa opinião acredito sim e muito nas terapias como formas preventivas , pois uma pessoa feliz consigo mesma, que lide com seus traumas que entenda seu papel na sua própria vida e que se ame , dificilmente sera uma presa fácil na mão de algum abusador.

Então temos ferramentas que nos auxiliam a fugir de pseudos relacionamentos com tendências a catástrofes, livrar-se do preconceito de ir até um terapeuta é a melhor forma de se ajudar, quanto menos presa a vítima ficar em atos que validem o sofrimento mais fácil será a recuperação dessa situação, e lembre-se chantagem é crime e também configura violência psicológica, tratamento de silêncio também é, se os atos do seu parceiro estão contribuindo para crises de ansiedade, ataques de pânico, crises de insegurança, depressão, ele está sim cometendo terror psicológico e isso também é crime.

Você não esta sozinha, denuncie, busque ajuda, não se cale.