A SÍNDROME DA SUPER HEROÍNA NOS RELACIONAMENTOS TÓXICOS E O PERIGO QUE ISSO PODE CAUSAR

0
23

Não é de hoje que escutamos as nossas avós citando trechos da bíblia dizendo que a mulher edifica o lar, e que a mulher tem que ter paciência com o parceiro , ou que o amor tudo suporta, mas sabemos que a coisa não é bem por ai, mulher nenhuma é centro de reabilitação de barbado, nem deve assumir o papel de mãe do parceiro quando ele não foi bem criado por uma, e é nessa de “assumir papéis” que trago o texto de hoje, quando a mulher vai além de exercer o papel de mãe do parceiro e começa a agir como a super heroína na vida dele, comprando suas dores, suas brigas, toda a responsabilidade da casa e do casal, e além de tudo isso ainda provem o sustendo da família sozinha.
A violência psicológica também faz uso da auto sabotagem , quando a vitima desempenha papeis além do que se é esperado dela, a sobrecarga disso torna a vitima escrava do próprio comportamento , quantas vezes já ouvi da boca de amigas e colegas, “se eu o deixar, como ele vai se virar” ou “ah se eu deixar ele , ele se afunda”, tomando pra si uma responsabilidade que não as pertence, fardos que não são de sua alçada , nesse caso ainda há aquelas que gostam de se sentir importante e assim são manipuladas para que estimulem a cada dia mais o comportamento, confundindo-o com empoderamento, Essa sobrecarga de responsabilidades está levando as mulheres à exaustão física e mental, cuidar da casa, dos filhos, da relação afetiva, já é maçante e gera cansaço mental, agora imagina tudo isso e ainda ter que cuidar dos problemas do parceiro? Ter que se preocupar com o que o parceiro faz , ou o que ele deixa de fazer, manter-se impecável para que todos os olhares do parceiro sejam exclusivos a si, e sabemos que nem sempre é assim , tudo isso uma hora ou outra gera um colapso, e o reflexo natural que o corpo da é sempre uma mulher nervosa, agressiva, estressada, facilitando a vida de um parceiro abusador , ainda propagar mais a violência psicológica nessa mulher.
Mulher, priorize-se, não é errado cuidar de si própria, sair sozinha e desfrutar da própria companhia, ou com amigas, ter amigas é fundamental para sua saúde emocional, além de promover a distração, ainda são ótimas ouvintes, e é sempre bom termos opiniões diferentes, priorizando sua saúde emocional é um mecanismo preventivo que evita principalmente relações abusivas, busque terapias, são ótimas fontes de autoconhecimento, e ajuda, e nunca, nunca esqueça, você não esta sozinha.

Você mulher, esteja passando por qualquer tipo de violência não se cale DENÚNCIE. Disque 180 Central de Atendimento à Mulher.