Conselheiros tutelares eleitos em CDS tiveram momentos de formação

0
8

2023 foi o ano da realização de eleição unificada para escolha dos novos membros que irão compor os Conselhos Tutelares de todo o Brasil a partir do ano que vem. Em Coronel Domingos Soares, a preparação para o processo de eleição iniciou-se ainda em fevereiro, com a alteração da lei que estabelece a estrutura e o funcionamento do Conselho Tutelar.
Para a condução dos trabalhos, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, criou uma Comissão Especial que conduziu todas as atividades. Os candidatos passaram por um longo processo que se iniciou com a realização da inscrição, passando pela análise documental, prova teórica, avaliação psicológica, até estarem aptos, para posteriormente a apresentação à comunidade e o pleito.
A eleição, realizada dia 1º de outubro, contou com a participação de 958 eleitores, que escolheram, através de voto eletrônico, Flávia de Lima, Dirlei Aparecida dos Santos Boese Matias, Gabriel Oliveira dos Santos, Neiva Cássia Carli e Ivanir de Fátima Firmino, respectivamente, para atuarem como conselheiros tutelares a partir de 10 de janeiro de 2024.
Ainda, dia 23 de novembro foi realizado o curso de formação para os conselheiros eleitos e suplentes, como forma de nortear os trabalhos a serem desenvolvidos.
Para Neyva Janara Rocha de Carvalho, coordenadora da Comissão Especial, o trabalho dos conselheiros do CMDCA foi longo e árduo, porém se conseguiu realizar um processo eleitoral organizado, cumprindo fielmente cada etapa determinada na lei, o que inclusive foi motivo de elogio pelo Ministério Público. Como resultado, uma eleição tranquila e com uma significativa adesão da população, que compareceu no dia da eleição para escolher os representantes das crianças e adolescentes de Coronel Domingos Soares pelos próximos quatro anos.

Fonte: comunicacao@pmcds.pr.gov.br