Estrada do Travessão, em CDS, receberá investimentos da Itaipu Binacional

0
7

Prefeitura explicou a proprietários de terras obras de melhoramento que serão realizadas

A Itaipu Binacional, através do Programa Itaipu Mais que Energia, contemplou o município de Coronel Domingos Soares com o repasse de R$ 4.788.392,40 para obras de infraestrutura e manejo de água e solo na estrada do Travessão (6,7 km), uma das principais vias de acesso do/ao município, e na estrada de acesso à Vila Rural Alberto Carraro (1,28 km). Ao todo serão 47.910 metros quadrados, onde a Prefeitura contribuirá com mais uma contrapartida de R$ 532.043,60, totalizando investimento de R$ 5.320.436,00.

As atividades contempladas com esse repasse serão a regularização do subleito da via e execução do pavimento conhecido como Tratamento Superficial Triplo – TST.
Desta forma, o governo municipal reuniu-se esta semana com os proprietários lindeiros das terras por onde as obras passarão, nessa primeira etapa, a fim de repassar informações acerca do Programa que, ao todo, contemplará aproximadamente 8 quilômetros de estradas. Na oportunidade, foi esclarecido que, eventualmente, haverá a construção de terraços nas propriedades que possuem áreas de lavoura. A engenheira civil, Keury Fabris Marcon, o engenheiro florestal, Rodrigo Müller Gheno, e o técnico agrícola, Luiz Antônio Mezzomo, também esclareceram as exigências e obras que fazem parte do instrumento de repasse.

Vale ressaltar que os recursos foram viabilizados pelo deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) junto ao diretor-presidente da Itaipu Binacional, Ênio Verri, os quais pretendem liberar mais recursos dentro do Programa para completar a estrada do Travessão.

TST

De acordo com o DER – Departamento de Estradas de Rodagem, Tratamento Superficial Triplo ou TST é o tratamento superficial onde há aplicação de três camadas de ligante asfáltico e três aplicações de mineral agregado, sucessivas e alternadas. Os materiais constituintes dos tratamentos superficiais são agregados minerais, ligantes asfálticos modificados ou não por polímero.

As operações para execução das camadas do TST são: inicialmente, realizar uma varredura da pista imprimada, ou pintada, para eliminar todas as partículas de pó. A temperatura de aplicação do ligante betuminoso será determinada em função da relação temperatura-viscosidade. Será escolhida a que proporcionar a melhor viscosidade para o espalhamento.

O ligante betuminoso deverá ser aplicado de uma só vez em toda a largura da faixa a ser tratada. Excedentes ou faltas de ligante betuminoso na pista durante as operações de aplicação devem ser evitados e/ou prontamente corrigidos. Cuidados especiais devem ser observados na execução das juntas transversais (início e fim de cada aplicação de ligante betuminoso) e das juntas longitudinais (junção de faixas quando o revestimento é executado em duas ou mais faixas) para se evitar excesso ou falta de ligante betuminoso aplicado nestes locais.

Audiência Pública

A Municipalidade promoverá uma Audiência Pública no próximo dia 22 de fevereiro para apresentar o Programa e os investimentos que serão realizados.

Após seguir todos os trâmites legais e burocráticos, a previsão de início das obras é no fim de maio deste ano.

Fonte: comunicacao@pmcds.pr.gov.br