Índice de gravidez na adolescência em Cel. Domingos Soares diminui consideravelmente

0
6
 Desde o primeiro quadrimestre de 2021, o setor de Saúde da Mulher do Departamento Municipal de Saúde desenvolve a campanha Adolescência primeiro, Gravidez depois, com o objetivo de prevenir e conscientizar acerca das consequências da gravidez na adolescência.

      Segundo a enfermeira Silvana Nizsczak, coordenadora do setor, na época Coronel Domingos Soares estava com um índice de 30%, o maior entre os municípios pertencentes à 7ª Regional de Saúde, muito acima do preconizado pela Secretaria Estadual da Saúde, que era de até 20%, levando o Município a adotar medidas emergenciais para reverter estes números. “Hoje, depois de muito trabalho, esforço e dedicação de toda a nossa equipe, conseguimos fechar 2022 com um índice de 17.26%, o menor da Regional”, conta a profissional de saúde, contente com o resultado.

A campanha, que ocorre de maneira ininterrupta, conta com atividades nos colégios estaduais, como palestras sobre IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis), gravidez na adolescência, métodos contraceptivos disponíveis pelo SUS, distribuição de materiais informativos, reuniões com famílias e Conselho Tutelar entre outras ações. Nas palestras, médicos, enfermeiros e conselheiras tutelares esclarecem dúvidas dos adolescentes em ralação ao tema.

  O Ministério da Saúde classifica como gravidez na adolescência aquela ocorrida antes dos vinte anos de idade e, conforme Silvana, são várias as consequências, como a evasão escolar, rejeição familiar, não realização de pré-natal, aborto, aborto espontâneo, mortalidade materna e o nascimento prematuro, por exemplo.

  Para a diretora do Departamento de Saúde, Marly Maito, a diminuição considerável do índice de gravidez na adolescência no município é reflexo do empenho e da dedicação de uma equipe comprometida com uma saúde pública de qualidade e para todos.

“Agradeço a todos que colaboraram para que conseguíssemos diminuir o índice, os médicos, as enfermeiras, técnicas de enfermagem, todos que de uma forma ou de outra contribuíram para o êxito dessa campanha”, conclui a enfermeira Silvana.

Fonte: Comunicação CDS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here